O livro "O Céu da Meia-Noite"

e sua ficção pensativa

Como você se sentiria ao saber que se tornou um dos últimos sobreviventes do planeta Terra?

Ao ouvir isso, a maioria das pessoas ficaria paralisada de medo. Mais ainda se estivesse presa no meio do Ártico

Augustine, o cientista à mercê do frio ártico, e Sullivan, uma astronauta retornando de uma missão em outro planeta

No entanto, é em meio de um cenário de solidão que se constrói uma amizade improvável:

A autora, Lily Brooks-Dalton, explora temas como solidão, a necessidade de contato e o que dá significado à nossas vidas

No entanto, a temática do livro passa longe de um sci-fi tradicional:

Conforme os personagens vão se conhecendo, eles começam a se perguntar sobre a vastidão do universo, e seu lugar nele...

Um dos pontos interessantes da obra é que, em nenhum momento, a autora fala sobre o que ocasionou o extermínio do planeta.

Logo, o foco total é nos personagens e em seus pensamentos

O longa saiu no fim de 2020, com George Clooney e Felicity Jones nos papéis principais

Além de livro, "O céu da meia-noite" se tornou filme pelas mãos da Netflix

O longa conta com duas horas de duração, além de uma trama levemente modificada em relação ao título original

Se quiser conferir outras dicas culturais especiais que preparamos para você, é só arrastar para cima!

O livro "O Céu da Meia-Noite" foi uma indicação de Rodolfo Amstalden, sócio-fundador da Empiricus.