Terrance Odean 

afirma que a atenção midiática influencia os investidores

Parece loucura pensar que a quantidade de vezes que uma empresa aparece nas notícias tem um impacto em seu valor na Bolsa?

Pois saiba que é exatamente isso que Terrance Odean, professor de Berkeley, estudou e afirma.

Convidado do evento Investidor 3.0, que marca o mês de aniversário de 12 anos da Empiricus, o especialista em finanças comportamentais conversou com o sócio-fundador Rodolfo Amstalden, e falou sobre a correlação entre notícias e carteira.

Conforme ele explica, existem diversas maneiras de montar sua carteira de ações.

No entanto, para o investidor pessoa física, o ‘fator atenção’ pode se sobressair até mesmo a crenças pessoais

Ele explica que o ambiente midiático nos deixa altamente suscetíveis, e que isso já ocorria até mesmo antes da existência maciça da internet.

Quando a mídia dá mais atenção, é comum que o preço de uma ação seja distorcido e mais compras ocorram

Quando as ações captam a atenção, investidores de varejo não só negociam mais como também realizam mais ordens de compra.

-Terrance Odean, para o Investidor 3.0

"

"

O professor de Berkeley explica que o movimento já ocorria nos anos 90, com programas de televisão e jornais.

No entanto, o Google foi uma virada de chave, já que pode impactar até o preço das ações no curto prazo, segundo ele

Ele ainda comentou sobre a Robinhood, corretora americana alvo de polêmicas, e o caso GameStop, ocorrido no começo do ano, puramente por atenção midiática

Na conversa com Rodolfo Amstalden, ele também falou sobre Bitcoin e a relação com Daniel Kahneman.

Quer conferir o papo completo? É só arrastar pra cima: